Sucesso na Vida Pessoal – Saúde

Neste artigo, você encontrará, dicas, métodos e aconselhamentos, de como ter  SUCESSO NA VIDA PESSOAL,principalmente, desta semana em diante, SUCESSO na SAÚDE. Vamos te ensinar o passo a passo para chegar ao SUCESSO.

Fizemos recentemente uma ótima parceria com a JOLIVI – NATURAL HEALTH, e a partir desta semana estaremos publicando artigos e dicas da JOLIVI, nesse assunto que é simplesmente essencial para nossa existência – A SAÚDE.

Vamos sempre publicar novos artigos deste assunto para que você possa praticar nossos métodos, que uma vez juntados, pelo seu acesso em nosso blog, te levarão ao SUCESSO. Vamos ajudá-lo (a) a alcançar a FELICIDADE , tendo SUCESSO NA VIDA PESSOAL.

A Jolivi é uma empresa brasileira, voltada ao mercado editorial na área de saúde natural. Oferecendo a todos um contato estreito com o mundo do tratamento não-convencional, suplementação alimentar saudável, hábitos de vida longínqua e bem-estar.

imagem-familia-junto-a-natureza, pai, mãe e dois filhos

 

Em nome das vendas, esconderam uma verdade da sua alimentação

 

                                                  OS   MALEFÍCIOS  DO  AÇÚCAR

Pense rápido,  quando você deseja proteger seu coração, quais ingredientes você acredita serem necessários diminuir na alimentação?

Já sei. Você lembrou da terrível gordura, tão maléfica e destruidora cardíaca, não é?.

imagem-churrasco-no-espeto - uma picanha com gordura

Pois é.

Acaba de ser revelado para o grande público que, na década de 1960, bem na hora que a ciência definiu quem era o grande vilão dos problemas cardiovasculares,um determinado item ficou de fora propositalmente desta disputa.

Sim, rolou uma fraude de danos que ainda não foram totalmente calculados.

E é providencial que você tenha conhecimento disso hoje para não mais cair nessa cilada que, pasme, quase 60 anos depois, ainda faz coleções de vítimas.
Resultados alterados 
Vamos lá  para a revelação.

No início do mês de setembro, a revista científica Jama International Medicine publicou uma análise que provocou um terremoto no meio da saúde e bem-estar.

O artigo ( assinado por Cristin E. Kearns, Laura A. Schmidt, Stanton A. Glantz . do Instituto Philip R. Lee Institute para Estudos de Políticas de Saúde) revelou que as pesquisas científicas realizadas a partir da década de 1950 relacionadas aos malefícios do consumo do açúcar foram financiadas e alteradas pela própria indústria produtora de açúcar.

Os produtores pagaram propina para que os cientistas de Harvard omitissem de seus estudos os danos provocados pelo açúcar. Entre os efeitos estão, por exemplo, as próprias doenças cardíacas.

Ocorre que os resultados – hoje sabidamente manipulados – pautaram as recomendações de médicos do mundo todo. Muitas destas diretrizes ainda permanecem vigentes.

Deram às gorduras saturadas o papel de grandes malfeitoras no combate às doenças cardíacas. O pó branco , por sua vez, pegou “pena” muito mais leve.

O efeito não poderia ser pior.

A alimentação piorou de qualidade, as pessoas ficaram com medo de consumir manteiga, carne, abacate, castanha etc, e os casos de panes cardíacas só aumentaram nos últimos 10 anos.

Criou-se uma “gordurofobia” e, por outro lado, o açúcar ganhou terreno.

O caso só veio à tona agora, porém ecoa um alerta que há anos vem sendo feito pela nossa consultora e nutricionista, Drª Denise Carreiro.

“Somos diariamente influenciados por informações publicitárias, jornalísticas e até científicas que não têm responsabilidade e nem compromisso com o nosso bom funcionamento orgânico”, alerta Drª Denise.

imagem interna de uma usina de açúcar, com empilhamento de milhares de sacas.
Nome aos bois
Para você entender quem esteve envolvido no esquema, a análise publicada no JAMA revisou documentos internos, relatórios e declarações da Sugar Research Foundation (SRF) – algo como Fundação de Pesquisas sobre o Açúcar.

Em 1965, a SRF patrocinou um projeto de pesquisa sobre doenças cardíacas, encabeçado por profissionais da Universidade de Harvard, que foi publicado no New England Journal of Medicine (periódico que define condutas de médicos e nutricionistas dentro dos consultórios).

O documento afirmava que a gordura e o colesterol eram as causas alimentares das doenças cardíacas.

Nesta ocasião também, os pesquisadores foram pagos para abafar as evidências científicas que provavam que consumo de açúcar também era um fator de risco para as cardiopatias.

Nenhum destes pesquisadores de Harvard envolvidos neste esquema está vivo para comprovar e endossar a história. Mas a SRF (hoje conhecida como “Sugar Association”) admitiu em nota oficial que “deviam ter sido mais transparentes”.

Naquela época, entretanto, este tipo de estudo não exigia tanta transparência, principalmente entre o conflito de interesses existente entre os estudiosos e o objeto de estudo.

Vale ressaltar, leitor, que o período que compreende as décadas de 1960 e 1970 coincide com a explosão da industrialização no planeta.

Nestes anos, o universo da propaganda se esforçou demasiadamente e insistiu de forma persuasiva para que você e todas as outras pessoas acreditassem nos superpoderes dos alimentos processados e ultraprocessados.

E, infelizmente, parece que deu muito certo.

Ricos em aditivos químicos e, claro, em açúcar, a sociedade acabou por absorver e acreditar que os industrializados são nutricionalmente iguais aos produtos naturais, com a “vantagem” de já estarem prontos para o consumo.

                                             Há açúcar por todos os lados. Há açúcar em tudo

vários tipos de bolachas e guloseimas empilhados
A publicação do JAMA evidenciou que, como não poderia deixar de ser, que foi por meio da sedução econômica que os cientistas aceitaram colocar em risco a saúde das populações.

Isso porque, sem o alarde sobre os efeitos deletérios do açúcar, ele ganhou carta branca para estar em todos os lugares.

Os fabricantes se aproveitaram do fato de a substância ser viciante, barata, altamente disponível e distante de pesquisas condenatórias para, inadvertidamente, a adicionaram o pó refinado em alimentos que você nem imagina.

De acordo com a nossa consultora Drª Denise Carreiro, a indicação é que o consumo do açúcar se restrinja a adoçar um café, um chá, um suco natural. E só.

Mas olha só onde ele está presente, de forma sorrateira:

imagem de embalagens contendo batatas fritas, molhos de tomate, eyc

– ele está em molho de tomates, iogurtes e cereais;
– nos produtos tipo bolacha “sem açúcar”, mas que usa xarope de milho em sua composição;
– escondido sob o nome de néctar, xarope de ágave, xarope de alfarroba, xarope de malte e outros codinomes.

Pensando nisso, a nossa recomendação é que você observe com toda atenção possível as embalagens, pois é por meio delas que você vai poder decidir o que levar para casa, ou seja, o que tem menos açúcar.

Olha só:

– os ingredientes precisam ser listados na embalagem em ordem decrescente de quantidade. Então, os fabricantes usam nomes diferentes para denominar o açúcar fazendo com a quantidade real seja distribuída entre eles;

– toda embalagem precisa conter o valor nutricional de uma porção. O que acontece? A quantidade exibida no pacote parece pequena porque é a medição de uma porção pequena. Na realidade, o que você consome ultrapassa essas quantidades.

                                                          Por que o açúcar faz mal, muito mal
Existe a crença de que o único mal que o açúcar pode causar é o excesso de peso.

imagem de dois garotos obesos comendo numa lanchonete

É claro que a alta ingestão da substância é responsável sim pelo acúmulo de gordura, mas existem outras consequências nem tão doces assim…

Veja só:

1) Pode causar diabetes:
Já é sabido que o excesso de açúcar na corrente sanguínea atrapalha a produção do hormônio insulina, que transforma a substância em energia.

Esta doença metabólica é a porta de entrada para complicações que podem desembocar inclusive em doenças crônicas.
A resistência insulínica e altos teores de açúcar no sangue, de acordo com pesquisas recentes, estão associados à Doença de Alzheimer.

2) É viciante: Dr. Carlos Schlischka, o comparou os efeitos viciantes do açúcar com a cocaína.

3) Pode alterar seu comportamento:
A nutricionista Drª Denise Carreiro, associa o excesso de açúcar a algumas alterações de humor, pois a ingestão libera hormônios estimulantes.

Por conta destes estímulos, inicia-se processos de compulsões alimentares porque será preciso não só saciar a fome ou uma simples vontade de comer doce, mas sim todo um mecanismo cerebral que precisa daquelas substâncias para continuar a funcionar.

4) Causa envelhecimento precoce:
Quem também se prejudica com o excesso de açúcar é a renovação das células, pois a microcirculação sanguínea fica prejudicada.

As células da pele perdem sua elasticidade por conta de um fenômeno chamado glicação, que é quando as moléculas do açúcar se ligam às fibras de colágeno.

5) O intestino fica confuso:
Atire a primeira pedra quem nunca ouviu que comer muito doce dá dor de barriga.

A crença popular tem seu fundo de verdade. O excesso de açúcar, além de aumentar as possibilidades de gases e de diarreia, desequilibra a presença das bactérias “do bem” presentes no intestino.

6) Detona a saúde bucal:
O açúcar é rapidamente transformado em ácido quando entram em contato com os nossos dentes. Por isso, danificam o esmalte e podem causar as famosas cáries.

Até mesmo pequenas quantidades de açúcar consumidas com certa constância são perigosas para a sua saúde dentária.

Foque no malefício do consumo da ingestão de açúcar, principalmente se você conviver com crianças. Assim, elas não irão desenvolver o hábito de consumir a substância, como aconteceu com as gerações passadas.

A melhor forma de nos alimentarmos é com alimentos que a natureza nos dá. Aposto que no seu quintal não tem uma árvore que dá suco de pozinho, né?

imagem de um pomar maravilhoso com uma horta anexa muito bem cuidada

 

Este artigo teve como fonte de pesquisa

Jolivi – Natural Health

                                   

            Como regenerar as células do seu corpo naturalmente

 

Se você envelhece, é por causa de desequilíbrios ou deficiências que impedem seus órgãos de se regenerarem corretamente.

´rios idosos, homens e mulheres fazendo exercicio em academia. Todos sorrindo.

Veja como esses desequilíbrios podem ser corrigidos

O que comer para manter um coração forte?Como evitar a osteoartrite?

Do que o cérebro precisa para manter todas as suas habilidades na velhice?

Como fortalecer o sistema imunológico para prevenir infecções?

Qual é o segredo de quem vive nas zonas azuis, onde estão o maior número de centenários saudáveis do planeta, enquanto outros não podem sair da sua cadeira, ou mesmo da cama?
Infelizmente, grande parte dos médicos não ensina seus pacientes sobre como prevenir (naturalmente) doenças relacionadas à idade, e sobre como retardar o envelhecimento

E isso não é culpa deles.

Eles não são treinados, desde a universidade até a vida profissional adulta, para abordarem esses temas que realmente fazem a diferença no envelhecimento saudável.

E quem já passou dos 60, não sabe o que pode fazer para aproveitar com saúde, os próximos 20 ou 25 anos.

Fazer aquela viagem dos sonhos, ensinar seu neto a andar de bicicleta, passear com as amigas no shopping, ou mesmo jogar aquele futebol no sábado de manhã.

Este é o grande problema da maioria da população desta idade.

Você trabalhou a vida toda para garantir uma aposentadoria razoável, mas se depara hoje com problemas de saúde que o impedem de aproveitar esta merecida etapa da sua vida.

É importante, principalmente nesta fase da vida:

A flexibilidade das articulações e a força dos músculos para atividades ao ar livre, prática de esportes e para fazer viagens; A memória e a atenção para recreação, atividades culturais e conhecer novas pessoas;

Um coração e artérias jovens, reduzindo a ameaça de ataque cardíaco;

Ter olhos e ouvidos que funcionem bem, para seguir facilmente as conversas com seus amigos e familiares, e aproveitar os detalhes da paisagem lá fora;

Garantir uma pele firme, evitando desconforto;

Dormir como um bebê, e ter autoconfiança e energia para empreender novos projetos.
Mas novamente: por que seu médico tradicional não lhe fala sobre isso?

A principal causa é a forma como os médicos são treinados no ocidente.

Eles aprendem a tratar doenças súbitas apenas com vacinas, fármacos e através de intervenções cirúrgicas.

foto de sala de hemodiálise de um hospital com alguns pacientes

Alguns medicamentos realmente são muito eficazes, especialmente em situações de emergência. Mas a desvantagem é que eles não tratam a raiz do seu problema para lhe manter saudável.

E quando você fica mais velho, alguns médicos esperam seus problemas de saúde piorarem, para apenas depois oferecer um tratamento medicamentoso.

Tomar remédio, mesmo na cabeça da grande maioria deles, seria uma última tentativa de sanar sua enfermidade.

O problema é que a maioria dos médicos não sabe qual deveria ser a primeira opção.
E mais uma vez repito: isso não é culpa deles.

Sempre aprenderam que medicalizar é o único caminho para seus problemas.

Cirurgia e drogas, às vezes necessárias, levam sempre a um risco e a efeitos colaterais. Muitos idosos se sentem diminuídos e prejudicados conforme o tipo de tratamento.

Outros sofrem pelo uso combinado de remédios, que nunca são avaliados pela indústria farmacêutica e nem pela ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

O consumo combinado de remédios, aliás, não é avaliado por nenhuma agência em nenhum lugar do mundo. E coloca em risco a sua saúde, pela falta de informação sobre as consequências desta medicação combinada.

vários tipos de remédios em cima de uma mesa. Cápsulas, drágeas, etc

Mas você não precisa seguir o mesmo caminho.

Existem maneiras simples e naturais de ajudar o seu corpo a se regenerar naturalmente.

Doenças relacionadas à idade como artrite, doenças cardiovasculares, demência, câncer, problemas de visão e audição, podem ser revertidas apenas ativando alguns processos naturais de regeneração do seu metabolismo.

Ao contrário do que se pensa, o corpo humano não é uma máquina que se desgasta com o tempo.

A maioria das células do corpo humano possui menos de 2 anos de idade.

Seu intestino é renovado a cada 3 dias.
As células da retina são renovadas a cada 10 dias.
Seu fígado, pâncreas, baço e seus pulmões são completamente renovados entre 300 e 500 dias.
Mesmo os ossos do seu esqueleto são totalmente regenerados a cada 10 anos.
Envelhecimento não está relacionado ao “desgaste” do seu corpo.

Se você envelhece, é por causa de desequilíbrios ou deficiências que impedem seus órgãos de se regenerarem corretamente.

E estes desequilíbrios e deficiências podem ser corrigidos.

Você pode viver na vanguarda do envelhecimento com saúde.

E essas descobertas são endossadas por médicos especializados em envelhecimento saudável e na medicina do futuro, bem como por nossos editores, que são focados em pesquisar no mundo inteiro as alternativas naturais para os mais variados problemas de saúde.

Um dos consultores especializado a quem me refiro é o Dr. Carlos Schlischka.

Ele é médico, acupunturista, praticante dos cuidados integrativos e focados no envelhecimento saudável, e profundo investigador do poder dos nutrientes e da atuação protetora dos hormônios.

Ele é um grande adepto dos tratamentos naturais.

Começa nos ensinando algo muito importante sobre a cúrcuma.

Um dos grandes vilões da impotência masculina é o excesso de um hormônio chamado estrogênio, que pode causar, entre outros sintomas, a diminuição do apetite sexual.

Esse desequilíbrio ocorre especialmente em alguns processos no organismo humano em que a testosterona (hormônio esteroide ligado à masculinidade) é transformada em estrogênio (hormônio típico feminino).

Isso pode acontecer de diversas maneiras, mas uma das principais responsáveis por essa transformação é uma enzima formada dentro do corpo chamada Aromatase.

Portanto, uma boa dica é consumir alimentos anti-Aromatase que favorecem a metabolização hormonal, como, por exemplo, a cúrcuma.

Ela é uma especiaria muito usada na Índia, fácil de ser encontrada em supermercados e lojas de produtos naturais, e pode ser utilizada para temperar carnes, risotos e vegetais.(conhecida comumente como açafrão).

Açafrão em pó colocado em colher branca de plástico

Rica em nutrientes como ferro, potássio, niacina e vitamina C, a cúrcuma ainda apresenta efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios, auxiliando também no bom funcionamento das células e no controle dos níveis de colesterol.

 

E por falar em colesterol, existe uma observação muito importante, também fornecida pelo Dr. Carlos, para pessoas que estão acima do peso, e acham que o COLESTEROL é um vilão e também um indicador cardíaco.

 

 “Só que o colesterol não é um dos melhores indicadores cardíacos.

Na verdade, de acordo com algumas pesquisas a que tive acesso, posso dizer que o colesterol é um inocente na cena de um crime”.
“Faz muitos e muitos anos que a nossa sociedade assimilou que o colesterol é um dos grandes vilões do coração e, com isso, algumas comidas foram demonizadas.

Tudo começou em 1913, quando o Dr. Antischkov – da Medical University of St Petersburg – iniciou uma pesquisa.

Ele conduziu um teste com colesterol diluído em óleo vegetal ingerido por ratos. Depois de vários meses, observou que as artérias destes animais desenvolveram depósitos semelhantes a placas, contendo alto percentual de triglicérides e colesterol.

Qual foi a conclusão do estudo?

A placa de gordura é produzida por causa do colesterol ingerido.

Portanto, colesterol é a causa básica da formação da placa arteriosclerótica.

Pois é.

Mais de um século depois, porém, começaram a surgir muitos estudos e fatos que contrariam a hipótese de Antischkov”.

  1. Mas se a gordura não é a vilã e o colesterol não é o culpado direto pela doença cardiovascular, de onde surgem os problemas?

 “Com o processo de envelhecimento – e a queda da produção de hormônios esteroides como testosterona e estrogênio – há um aumento natural da produção de colesterol no nosso próprio corpo.

Simultaneamente, há uma diminuição da eliminação do colesterol e isso faz com que a substância se acumule no corpo.

Isto ocorre porque o Hipotálamo e a Hipófise (localizados no cérebro e que controlam o mecanismo de produção hormonal), entendem que precisam produzir mais e mais hormônios, enviando então sinais para o fígado produzir mais e mais colesterol.

Esse colesterol, então, é ligado à LDL e levado por meio do sangue para ser utilizado pelas células.

(A LDL – Low Density Lipoprotein ou Lipoproteína de Baixa Densidade – transporta o colesterol do fígado para o interior das células, para que seja utilizado).

Como as células não o utilizam na sua totalidade, o colesterol fica acumulado no sangue.

A LDL por si só não constitui o problema.

O problema acontece quando a LDL sofre oxidação e não consegue mais eliminar os radicais livres.

Com esse acúmulo de sujeira, o organismo procura neutralizar a situação e acaba formando as placas de gordura.

Essas placas de gordura têm colesterol, mas não são causadas pelo mesmo.

foto da transparencia do corpo humano, indicando as veias e artérias

Sim, as placas de gordura podem entupir as artérias e com isso causar infartos e acidentes vasculares cerebrais.

Mas costumo dizer que quando esses problemas ocorrem, o colesterol é um “inocente que foi pego na cena do crime, bem na hora errada.

Ele está lá, mas não foi o culpado pela bagunça”.
Lembra do que falamos lá no início?

Sobre as mais variadas e simples fórmulas naturais para mantermos: a flexibilidade das articulações e a força dos músculos; memória e a atenção; um coração e as artérias jovens, reduzindo a ameaça de ataque cardíaco; os olhos e os ouvidos funcionando bem; a pele firme, inclusive no famoso “tchauzinho”; o sono de um bebê, a autoconfiança e a energia para empreender novos projetos.

foto de um casal de idosos namorando sentados em um banco num parque florido

 

Nas próximas publicações vamos dar continuidade, fornecendo outras importantes dicas para um envelhecimento sadio, e dentro da perspectiva para que todos possam  ter energia e auto confiança para empreender novos projetos e cheguem ao SUCESSO!!

Este artigo teve como fonte de pesquisa

Jolivi – Natural Health

 

Nesta semana, falamos e fornecemos para você, dicas e aconselhamentos sobre  SAÚDE.Tudo isso para te levar ao SUCESSO NA VIDA PESSOAL

Apesar de serem instruções iniciais, são extremamente importantes e vitais para o SUCESSO na vida PESSOAL.

Na próxima semana, um novo conteúdo, dará sequência as nossas dicas, para  que você alcance o almejado SUCESSO na vida PESSOAL.

Não perca! Acesse este mesmo blog, e o SUCESSO estará cada vez mais perto de você!

Se gostou compartilhe com os amigos, deixe um comentário abaixo, no local apropriado, pois sua opinião, é  muito importante para  nós.

Esses aconselhamentos, são para te assegurar uma probabilidade em torno de 80% de alcançar o SUCESSO.

Mas, nossa maior experiência, aquela que nos fez chegar ao SUCESSO com 100% de certeza, e poder garantir isso pra você, foi quando pedimos e contamos também com a ajuda de DEUS.

Por isso, se quiser garantir os 100% de certeza na solução de seu problema, clique  em “MANUAL” no menu acima, para aprender a contar com a ajuda de Deus.

Author: Osvaldo

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *